Prosseguindo com os trabalhos !

Amigos,

parece que a maioria das garrafas está chegando intacta !

Mas e a taça? Cadê a taça? Tá demorando… deve ter ido pra longe !

Foi longe, mas não foi para o Mato Grosso do Sul… vejam o maior ganhador da nossa última campanha ostentando suas Capitus !

eduardoms

Espero que goste da cervejas, Eduardo !

Depois nos conte como foi a degustação da primeira Capitu em terras mato-grossenses – pelo menos eu acho, caso saibam de mais algum caso, por favor me informem…   :)

Já estamos trabalhando na próxima campanha, notícias em breve, fiquem ligados para o início dos sorteios…

Bons goles, e até a próxima !

Má notícia !

Amigos do Beer4Free,

recebi hoje a notícia de que uma das garrafas de Capitu sofreu um acidente durante o trânsito e não resistiu aos ferimentos.

Foi a unidade enviada para Ricardo Campos, em Jaú, interior de São Paulo.

Essa é a primeira vez que isso me acontece, e tenho o costume de enviar garrafas pelos correios com certa frequência, mesmo antes de iniciar o Beer4Free.

Os pacotes que montei ficaram bem resistentes, e realizei até uns testes de queda (de uma altura pequena) antes de começar a enviar os pacotes.

Isso só mostra o “cuidado” com que os Correios tratam nossas encomendas.

Já entrei em contato com o Ricardo, e em breve ele estará degustando sua cerveja.

Peço a vocês que, por favor, me informem as condições em que suas garrafas chegaram, para que eu mantenha um histórico de incidentes e tome algumas decisões.

Mas a primeira já está tomada: a próxima campanha será com cerveja em lata…

Abraço a todos, bons goles e até a próxima !

Cervejas Capitu a caminho ! Mas e a taça ?

Amantes da boa cerveja,

foram postadas as cervejas Capitu Tilted Barn para os ganhadores do sorteio:

capitu_olhos2

3 cervejas
EDUARDO BERNARDO AGUIAR   – CAMPO GRANDE/MS

2 cervejas
GABRIEL BRANDELLI  – PORTO ALEGRE/RS

1 cerveja
DANIEL BALLVE VARGAS  – RIO DE JANEIRO/RJ
FÚLVIO CAENEGHEM VICENTE   – CAMPINAS/SP
MARCO ANTONIO XAVIER AVILA   – FRANCISCO MORATO/SP
RAFAEL NEVES  - PORTO ALEGRE/RS
RICARDO CAMPOS  –  JAÚ/SP

Com o sistema do correio fora, tivemos que registrar cada um dos pacotes na mão, sendo gerado o código de rastreamento na mão, nota fiscal na mão… sufoco ! Mas, com a graça de São Gambrinus, elas já estão a caminho !

E tem um detalhe, pessoal ! Estão lembrados de que eu havia dito que um dos ganhadores levaria também a taça da Capitu?

Pois é ! Eu ia fazer um sorteio legal, mais elaborado, por dentro do App… mas, com a falta de tempo que tenho tido, resolvi apelar para o bom e velho papelzinho dobrado, e fiz o sorteio ali na hora mesmo, antes de despachar o copo. Garanto a vocês que todos tiveram a mesma chance, e o Eduardo e o Gabriel participaram com três e dois papeizinhos, respectivamente, já que eles ganharam mais de uma cerveja no sorteio.

Fica a surpresa: um de vocês receberá, junto com a cerveja, a taça para degusta-la ! Somente saberão quando chegar a encomenda !

Até a taça é artesanal !

Vejam nesse vídeo o processo artesanal de criação das taças ! É bem legal ver como cada uma delas é produzida com arte !

Vejas as taças da Capitu sendo criadas

Esta taça foi desejada especialmente para os apreciadores da arte de degustar uma boa cerveja ! Desenvolvida pela Capitu e assoprada uma a uma por mestres vidreiros paulistanos, essa taça proporciona uma boa ergonomia de manuseio, permite servir 300ml de cerveja, revelar os aromas, e ainda comportar um bom colarinho como toda boa cerveja merece ter.

É elaborada com cristal alcalino, emprestando máxima transparência, sonoridade e delicadeza. Sem a adição de chumbo, o material é 100% reciclável.

Eu despachei a taça num pacote separado, e fui obrigado a utilizar uns apoios dentro da caixa, para evitar que peso excessivo colocado sobre o pacote quebrasse a taça. Esses apoios utilizados como suporte podem ser descartados, ou podem ser tomados, fica a critério do recebedor do pacote.

São duas latinhas de Itaipava !
:)

Bons goles a todos, e bom carnaval !

Para tudo !

Amigos do Beer4Free,

parem tudo o que estiverem fazendo e dirijam-se ao Pão de Açúcar mais próximo !

50% Off em TODAS as cervejas especiais.

Não apenas na sua loja on line, mas em suas lojas físicas !

TODAS cervejas especiais em TODAS as unidades do Pão de Açúcar.

Corram porque em algumas unidades já estão quase acabando as cervejas boas !

O que será que o Pão de Açúcar está tramando queimando seu estoque desse jeito? Aí tem…

Bons goles, e se for beber NÃO dirija !

Wäls e Bohemia – Polêmica Com Fusão !

Amantes da boa cerveja,

hoje o mercado das cervejas artesanais (ou especiais, ou como vocês as chame) acordou com uma notícia bombástica: A WALLS FOI COMPRADA PELA AMBEV !

wals

Pelo menos essa foi a notícia inicial, que gerou um grande burburinho entre as pessoas que acompanham as notícias ligadas a cerveja.

Depois de respirar um pouco, comecei a dar uma pesquisada sobre o assunto, e o que consegui abstrair de tudo isso foi o seguinte:

A Wäls, micro cervejaria respeitadíssima de Belo Horizonte, talvez a mais premiada micro cervejaria do Brasil, montou uma sociedade com a Bohemia.

bohemia1

Isso pode ser verificado no vídeo compartilhado no Facebook da Cervejaria Wäls ( Veja o Vídeo !)

Nesse vídeo, Tiago e José Felipe Carneiro, proprietários e fundadores da Wäls, aparecem junto a Daniel Wakswaser, ex-diretor da Bohemia. Nessa sociedade, foi criada uma nova empresa, em que foram unidos os bens da Wäls e da Bohemia, e agora Tiago e José Felipe Carneiro são sócios da Bohemia (e da Wäls), por assim dizer. Não existem maiores informações sobre o nome da nova empresa, a participação societária ou o modus-operandi dessa nova sociedade.

Esse video foi o que bastou para que começassem os argumentos de lado a lado, com muitas pessoas comemorando a notícia e muitas outras decepcionadas com a Wäls. E, já que é assim vou deixar minha opinião (eu sei que ninguém pediu, mas lá vai…)

Eu tive meu primeiro contato com a Wäls em 2010, quando fiz uma compra coletiva de diversos rótulos de micro cervejarias brasileiras. Nessa compra,  comprei cervejas de quatro cervejarias que até então eu desconhecia: Wäls, White Head, Wolkengurg e Rugbeer.

Fiquei muito impressionado com a qualidade das cervejas, em especial da Wäls: as garrafas de rolha, tanto as de 375 ml como as de 750 ml, eram muito bonitas. A variedade de estilos também impressionou: nessa compra, pedi a Dubbel, a Trippel, a Quadrupel, a Bohemian Pilsner e a X-Wäls.

Gostei muito delas, e desde então passei a, de tempos em tempos, comprar novamente algumas cervejas da Wäls e acompanhar a vida da cervejaria, assim como faço com tantas outras cervejarias artesanais das quais sou fã.

Peguei alguns lotes ruins pelo meio do caminho – faz parte – mas no geral a qualidade das cervejas sempre continuou muito, muito boa.

Acompanhei o momento em que eles firmaram o acordo com a DUM e lançaram a Petroleum, cerveja que eu já havia experimentado anteriormente, desde as experiências caseiras da DUM,  e que eu gostava muito.

Também presenciei o início da distribuição da Wäls nas lojas Pão de Açucar, o lançamento do rótulo comemorativo aos 65 anos do Pão de Açucar… enfim, acompanhei muita coisa.

E nisso tudo, acho que o que mais vi foi o trabalho da Wäls. O trabalho dos irmãos Tiago e José Felipe, buscando seu espaço numa área tão competitiva como é o mercado cervejeiro brasileiro.

E a cereja do bolo veio no ano passado, com a impressionante conquista do Ouro pela Wäls Dubbel na World Beer Cup.
(relembre em http://www.beer4free.com.br/blog/?p=33)

Medalha de ouro no estilo Belgian Dubbel
Medalha de ouro no estilo Belgian Dubbel

Por tudo o que foi exposto, posso afirmar o seguinte: eu, Giuliano, não creio que a Wäls (Tiago e José Felipe) estejam entrando nessa parceira (apenas) por dinheiro.

Eles não iriam jogar no lixo toda uma história de 15 anos construída com suor e amor pela cerveja, e creio que não entrariam nessa se não tivessem garantias de que poderão continuar a tomar as decisões referentes a seus produtos, mantendo o padrão de qualidade que fez com que eles chegassem aonde chegaram.

O mercado nacional tem um histórico que já deu certo, que é o caso da compra da Eisenbahn e da Baden Baden pela Schincariol, cujo grupo depois foi comprado pela Brasil Kirin: as cervejas continuam boas, muito boas, sendo que algumas pessoas chegam até a dizer que melhoraram depois da chegada da Kirin. Eu, particularmente, acho toda a linha da Eisenbahn simplesmente fantástica, e o custo-benefício então nem se fala:  excelentes cervejas a preços super acessíveis !
eisenPor que a história não pode se repetir? Ah, mas é a AMBEV! (O demônio para muitos cervejeiros)

Da mesma maneira que eu acho que os irmão Carneiro não entraram nessa (apenas) pelo dinheiro, eu tenho certeza de que a Ambev não entrou nessa pelo dinheiro.

Estamos falando de um mercado que, no Brasil, representa por volta de 1% !

“Ah, mas vai crescer e muito!”

Concordo. Se crescer 30% esse ano, estaremos falando de 1,3% no final do ano. Não creio que em 15 anos chegue a 10%.

A Ambev não entrou pelo dinheiro. E também não foi porque as artesanais “estão incomodando” (ainda estão longe disso). Na minha opinião, a Ambev está apenas se preparando para o futuro, e percebe que esse mercado realmente vai crescer muito. Ela está se adequando a uma nova realidade. Mas ela também deve ter percebido que a qualidade das cervejas é MUITO importante (mais uma vez podemos citar os casos da Banden Baden e Eisenbahn, que mantiveram seu padrão de qualidade).

O mercado cervejeiro, no tocante a cervejas especiais, tem se tornado muito exigente, e colocar nesse mercado produtos com qualidade duvidosa é muito perigoso. Se isso acontecesse, é provável que afetasse negativamente as duas marcas (Wäls e Bohemia), portanto creio que a Bohemia (Ambev) se empenhará em levar ao mercado produtos, pelo menos nessa parceria com a Wäls, de muita qualidade.

E, finalmente, a questão mais importante: a cervejaria é dos caras ! Ponto. Se eles a tivessem vendido apenas pelo dinheiro (o que não aconteceu na minha opinião), parabéns para eles que conseguiram construir um negócio que chamou a atenção de uma empresa do tamanho da Ambev.

No video de divulgação, eles alegam ter o “sonho levar a paixão da cerveja para casa de cada vez mais brasileiros“.

Sonhos à parte, com essa parceria eles terão farto acesso a matéria-prima, a equipamentos, a processos de produção mais maduros, à possibilidade de produção numa escala muito maior do que a que produziam, e a uma incrível rede de distribuição, que possui uma capilaridade que a Wäls nunca conseguiria alcançar sozinha.

E, no final das contas, as coisas até que são simples: o mercado se ajusta. Você compra mais uma vez ou duas… se a qualidade cair ou algo mudar, você simplesmente passa a comprar de outra marca. Simples assim. Hoje em dia, graças a São Gambrinus, o que não falta no Brasil são boas opções de cervejas especiais para se comprar !

Na minha opinião, ainda é cedo para dizer se isso será bom ou ruim para o consumidor final e para o ramo cervejeiro como um todo. Apenas o tempo dirá ! Mas ambos lados da sociedade, Bohemia e Wäls, tem tudo nas mãos para fazer um grande trabalho e ajudar ainda mais na fomentação do mercado cervejeiro. Nessa balança, eu confio muito mais no lado dos irmãos Carneiro do que na Bohemia, e espero que eles continuem o ótimo trabalho que fizeram até então, e não se deixem contaminar por eventuais limitações que uma corporação do tamanho da Ambev pode impor – todos sabemos da obsessão de Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira quando o assunto é “cortar custos”.

A primeira cerveja a ser lançada por essa parceria será a Saison d’Alliance, que levará sálvia, gengibre e hortelã e será fermentada com uma cepa da região da Valônia, a mesma utilizada na produção da marca Leffe. Deve ser lançada no próximo mês !

Esperemos com OTIMISMO ! Talvez algum dia ainda tenhamos uma Wäls Dubbel ou uma Wäls Niobium em algum boteco perto de casa por um preço justo… aguardemos !

Boa sorte, Wäls! Boa sorte, Bohemia, mas estamos de olho em você.

Boa sorte, Daniel, não deixe o tamanho da Ambev esmagar o que a Wäls já construiu até hoje !

E boa sorte, Tiago e José Felipe, vocês merecem.

irmaoscarneiro
Bons goles e até a próxima ! E se você leu esse Post até o final, muito obrigado !

PS: Espero que as cervejas produzidas por essa nova parceria sejam melhores que o video tosco produzido para divulgar a nova parceria… hahahahaha
:)

Oportunidade – Cervejas com 50% de Desconto

Amantes da boa cerveja,

o Pão de Açúcar está com uma super promoção de cervejas especiais.

São diversos rótulos com 50% de desconto !

Esse link já direciona direto para as cervejas em promoção:
http://busca.paodeacucar.com.br/search?view=grid&asug=&w=lista_0011

A promoção vai de 09 a 11 de fevereiro e é válida apenas para compras on-line.

O desconto está sendo concedido no final, no momento de finalizar a compra.

Não sei exatamente como está funcionando o frete, mas fui informado de que, para alguns CEPs, o frete está sendo feito de maneira gratuita.

Aproveitem para comprar as cervejas do carnaval !

Bons goles !

Lugares – Comprar Cerveja: St. Marche

Amantes da boa cerveja,

não sei vocês, mas eu fico sempre antenado nos melhores lugares para se comprar cerveja, física ou virtualmente.

Apesar da comodidade das compras virtuais, os preços em lojas físicas sempre são melhores – principalmente em redes de supermercados – sem contar o valor do frete para compras on-line, que muitas vezes pode superar o preço das cervejas adquiridas.

Eu moro na cidade de São Paulo, e o que não falta por aqui são bons lugares para se comprar cerveja. Casas especializadas, como a Cervejoteca ou o EAP, são muito bons pela imensa variedade de rótulos, possuindo muitas vezes rótulos que não encontraríamos em nenhum outro lugar.

Mas para as compras de cerveja do dia a dia, nada melhor do que supermercados. E dois dos meus supermercados favoritos para comprar cerveja sempre foram o Zaffari (supermercado localizado no Shopping Bourbon) e os supermercados da rede St Marche.

Saint_02

Houve uma época em que a rede St Marche deu uma boa caída na quantidade de rótulos disponíveis, e a proporção “cervejas artesanais / cervejas de massa” chegou a ficar bastante comprometida. Houve um avanço da Ambev, que começou a tomar conta de boa parte das prateleiras.

Felizmente, eles voltaram ao caminho “do bem”, e voltaram a disponibilizar cada vez mais rótulos interessantes, abrindo um bom espaço para as boas cervejas nacionais.

E, mantendo essa pegada, nessas últimas semanas o St Marche começou a disponibilizar três excelentes “novidades” (pelo menos para essa rede) em suas gôndolas:

 Saint_01

  • 3 rótulos da cervejaria Madalena, de Santo André: a Madalena Weiss, a Madalena Bohemian Pilsner e a Madalena Stout.
  • 4 rótulos da cervejaria Tupiniquim, fenômeno nacional no ano de 2014 com suas excelentes cervejas:  Anunciação, uma American IPA; a Polimango, uma Imperial IPA de 9,5% de álcool feita em colaboração com a cervejaria sueca Omnipollo; Saison de Caju, uma saison colaborativa feita com a Stillwater, que leva polpa de caju e manga (a versão em chope que tomei no Delirium Café SP estava simplesmente fantástica!); e a ótima Extra Fancy IPA, colaborativa feita com a cervejaria Evil Twin.
  • 4 rótulos da cervejaria Urbana, de São Paulo: a Refrescadô de Safadeza, uma Session IPA; a Boo!, uma American Wheat; a Prima Pode, uma India Brown Ale; e a Gordelícia, uma Strong Golden Ale, talvez a cerveja mais conhecida da Urbana, podendo ser considerada seu “carro chefe”.

 Durante minhas andanças por algumas das unidades do St Marche nos últimos dias, a Urbana Gordelícia parecia ser a mais vendida dessas novas cervejas. Ajudada um pouco pelo preço, que foi colocado promocionalmente a R$ 9,99 para quem tem cadastro na rede St Marche (programa Você Marche), ela era uma opção interessante para quem queria experimentar uma nova cerveja e não estava disposto a desembolsar R$ 16 numa Tupiniquim ou R$ 13 numa Madalena (embora as Madalena venham em garrafas de 600ml, quando as demais são todas de 300ml).

Eu fiz minha parte e levei umas “gordas” pra casa !
:)
Gordelicia_Editada_01
E umas primas também !

prima_editada

Recomendo FORTEMENTE a todos que moram em São Paulo e passem por alguma das unidades da rede St Marche que façam seu cadastro no programa Você Marche, porque é muito comum a promoção de cervejas a preços MUITO convidativos !

Muito MESMO !

Já peguei Eisenbahn (vários estilos) por R$ 2,90, e Young’s Chocolat Stout, Bombadier ou Duvel por volta de R$ 8 !

E não estavam próximas ao vencimento ! É bom ficar ligado nessas promoções !

E, por enquanto, aproveitem para experimentar essas novas cervejas !

Prestigiem o movimento cervejeiro nacional !

Bons goles e até a próxima !

Análise: Capitu Tilted Barn

Amantes da boa cerveja,

a cerveja que escolhemos para sortear para os amigos do Beer4Free em nosso último sorteio foi a Capitu Tilted Barn (celeiro virado), uma Specialty Beer que consegue ser clara e leve, mas ao mesmo tempo defumada e aromática, uma cerveja com personalidade.

Ela foi criada pelos cervejeiros Fred Ming e Marcelo Cury, e possui uma história interessante.

Tudo começou em Berlim, onde o então arquiteto Frederico Ming esteve em 2009, ao longo de um ano sabático. Ele se instalou em um squat, vagão de trem adaptado, na companhia de estudantes e artistas de vários países.

Com a aproximação do inverno foram necessários reparos no teto do vagão, de maneira a melhor isolar o telhado fino da neve que se anunciava. E, no teto do vagão, Ming se deparou com uma planta misteriosa que crescia: era o lúpulo !

O amigo alemão Heinz Bier então apresentou a planta a Frederico e dias depois o introduziu aos segredos do Homebrewing, a arte de fazer cerveja em casa.

De volta ao Brasil, Fred deu continuidade a esse projeto e juntou-se ao também arquiteto Marcelo Holl Cury, amigo desde os tempos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU-USP).

De lá pra cá, eles adquiriram várias histórias para contar, muito pelo fato de serem dos mais inventivos Homebrewers do Brasil, tendo chegado ao ponto de adaptar uma máquina de lavar roupas para transformá-la numa máquina malteadora de grãos (praticamente todos os cervejeiros caseiros do universo compram os grãos já malteados, ao invés de malteá-los em casa!)

fred
À esquerda, Marcelo Cury e a máquina de lavar – malteadora; à direita, Frederico Ming e seu equipamento de Homebrew.

Voltando à nossa cerveja escolhida, a Capitu Tilted Barn, ela possui 5.1% de teor alcoólico e um amargor de 20 IBU, o que não a deixa muito amarga.

A cerveja leva cevada crua em sua fórmula, além de malte defumado, dry hop de Simcoe e Mosaic e levedura S-04, que é uma levedura de alta fermentação.

Sua espuma é cremosa e duradoura.

capitu

Chega a ser surpreendente como o defumado é evidente, mas sutil a ponto de deixar os outros aromas e sabores mostrarem sua cara ! Você simplesmente consegue detectar esses aromas e sabores lado a lado, lúpulo e defumado, cítrico e levemente amargo x defumado, um dry hop fenomenal, um sem mascarar o outro !

Refrescante, com um corpo aveludado que me remete à cevada crua, relativamente seca, limpa em termos de fermentação !

As cervejas da Capitu, além de muito bem feitas como cerveja propriamente dita, tem um enorme cuidado com o produto como um todo, principalmente com sua identidade visual: a linha de cervejas remete à emblemática Maria Capitolina Santiago (Capitu, como é conhecida), personagem de uma das maiores obras de Machado de Assis, que ficou famosa por seus “olhos de cigana oblíqua e dissimulada”.

capitu_olhos2
Esses olhos dissimulados são retratados na arte gráfica da cerveja, que possui um rótulo contínuo, numa faixa estreita que dá a volta em toda a garrafa, ficando muito, muito bonita mesmo, tendo sido inclusive eleita como a mais bonita de 2014 por algumas personalidades do ramo cervejeiro na famosa enquete do Bob, jornalista respeitado no mundo cervejeiro.

https://osmelhoresde2014.wordpress.com/

Enfim, uma ótima cerveja !

Aos que ganharam, aguardem que em breve ela chegará pelo correio, para que seja degustada com calma e tranquilidade no conforto de seu lar !

Aos que não ganharam, confira os pontos de venda em:

http://www.cervejacapitu.com.br/#!contato/c24vq

Bons goles !

Resultado Promoção Capitu Tilted Barn

Amantes da boa cerveja,

já se encerrou nossa promoção com a cerveja Capitu Tilted Barn, e os ganhadores são os seguintes:

capitu_olhos2

3 cervejas
EDUARDO BERNARDO AGUIAR   – CAMPO GRANDE/MS

2 cervejas
GABRIEL BRANDELLI  – PORTO ALEGRE/RS

1 cerveja
DANIEL BALLVE VARGAS  – RIO DE JANEIRO/RJ
FÚLVIO CAENEGHEM VICENTE   – CAMPINAS/SP
MARCO ANTONIO XAVIER AVILA   – FRANCISCO MORATO/SP
RAFAEL NEVES  - PORTO ALEGRE/RS
RICARDO CAMPOS  –  JAÚ/SP

Como podemos ver, alguns amigos do Beer4Free gastaram o dedo !

O Eduardo Bernado Aguiar, de Campo Grande, levou três unidades da cerveja ! Espero que goste dela, Eduardo !

E outros amigos são velhos conhecidos, ganhadores das promoções com a Colorado Indica e com a Hoegaarden !

Como podem ver, nossas promoções são verdadeiras, promovem o consumo consciente de BOAS cervejas, e quem ganha uma vez sempre volta para tentar novamente !

E voltam porque sabem que nosso trabalho, apesar de ser uma grande brincadeira, é feito com transparência, seriedade, e muito amor pela cerveja !

Com relação às cervejas Capitu, elas serão postadas dentro de alguns dias, e em breve vocês poderão degustá-las no conforto de seu lar !

Obrigado a todos, de verdade, tanto aos que ganharam quanto aos que apenas participaram !

E aguardem novidades em breve !

Nossa próxima cerveja já está sendo escolhida… preferem uma cerveja seca, lupulada e amarga, ou uma cerveja um tantinho mais encorpado, bem escura e tostada?

Bons goles, e bebam com respeito e moderação !